sexta-feira, 24 de agosto de 2012

.40

Hoje a minha avó faz anos, 90. Eu estava para não ir ao aniversário dela que é daqui a pouco, mas pode ser o último quem sabe.
A minha avó nunca foi uma avó para mim. Fez muita porcaria e ainda continua a fazer. Ela não é nada para mim, a não ser o sangue. Ela chegou a dizer à minha mãe que para ela a minha mãe tinha morrido, e acreditem que se não gostava da minha avó, passei a detestá-la por causa disto. Ela também pôs a sogra fora de casa, quer dizer, disse ao meu avô que ele tinha duas escolhas: ou ponha a mãe dele fora de casa, ou quem saía era ela. O meu avô infelizmente cedeu e a minha bisavô teve que ir para a casa de uns senhores que nem conhecia. A minha avó não gosta de mim, nunca me abraçou com sentimento nem me deu um beijo, só faz isso por obrigação, porque "sou neta dela", enquanto que com os outros netos ela morre de amores e põe o maior do seu sorriso, dá todo o dinheiro que tem e passa fome se for preciso. Enfim... só mesmo para desabafar*

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

.39


APETECE-ME DESAPARECER! 

sábado, 18 de agosto de 2012

.38

Sinto-me magoada, traída, desiludida... são tantos sentimentos maus que nem sei a palavra certa para aquilo que estou a sentir neste momento. A nossa maior discussão deve de ter aproximadamente um ano, quando soube que te tinhas tornado homossexual e ao início não reagi muito bem, até porque foste a primeira pessoa que eu conhecia razoavelmente bem que era homossexual. Ultrapassei e ultrapassamos essa fase. Não sei se te lembras, mas até te contei que num debate sobre a homossexualidade numa aula de Filosofia contei "a nossa história" de quase ter perdido uma grande amiga por causa disso e lembro-me que quando te contei ficas-te super orgulhosa de mim. Tudo estava bem (ou pelo menos parecia), até ao dia que uma suposta amiga nossa me disse que tu lhe tinhas dito que o meu namorado só estava comigo por sexo. Em vez de ter ido falar contigo para saber se era verdade ou não fui-me afastando (e eu admito que errei aqui), mas também não mandaste nem um sms para saber se eu estava viva enquanto eu ainda cheguei a mandar uns dois ou três para combinar um almoço (aos quais tu recusas-te lá por coisas tuas). Deixamos de falar e aí soube de coisas "manhosas" sobre a nossa suposta amiga que não era suposto contar-lhe mas tivemos uma discussão enorme, mas com a raiva que tinha disse-lhe tudo na cara. Nunca tive ninguem que me desejasse a morte, mas eles fizeram questão de me deixar isso bem explicito! Tempos depois fizemos as pazes (ou eu pensava que sim... outra vez) quando começam a combinar cafés e saídas e não nos convidavam, ou então só convidavam o meu namorado e não a mim. À umas semanas mandei-te um sms gigante e não me respondeste (uau...) e na véspera do teu jantar de despedida (que foi ontem) convidas-me para lá ir. Nem sabia o que me apetecia fazer.. Estás-me a ver com cara de quê? Boneco que não tens sentimentos? Palhaço?! Recusei a ida ao jantar e disse-te que não podia. Não porque tinha coisas combinadas como te disse mas sim porque se tu te estavas a cagar para mim porquê que agora no fim me querias lá? Para eu fazer figura de parva? (Como sempre fui uma totó e...) Marquei uma ida ao café contigo ontem para nos despedirmos. Quase nem falámos mas na hora da despedida confesso que faltou bem pouco para desatar a chorar, mas resisti porque não queria parecer fraca. Afinal foste a minha melhor amiga durante alguns anos e custa ver-te partir embora tenha acontecido o que aconteceu, mas eu fiz o que pude para tentar salvar a nossa amizade embora o tenhas recusado inúmeras vezes. E agora tenho que seguir em frente com a minha vida, tal como tu seguiste com a tua e muito bem sem mim... Enfim, acabou.




terça-feira, 7 de agosto de 2012

.37


  1. Acabei de saber que a minha mãe tem fibromialgia.
  2. Mandei mensagem para aquela amiga que vos disse do meu último post e ela está-se nas tintas para mim, por isso decidi fazer o mesmo embora doa.
  3. Uma amiga minha teve um acidente de carro (mas não se magoou).
  4. Os arraiais (festas populares) já começaram aqui na Madeira e todos os fins-de-semana há festa e infelizmente o meu namorado vai encontrar as outras bestas e eu não vou estar lá...
  5. A minha mãe disse-me que tinha o feitio igualzinho ao da minha avó paterna o que magoou imenso.
Pronto, só mesmo para desabafar...